shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

Portimonense, 2 vs Feirense, 2 | Crónica

Quinto empate do Feirense no campeonato

O Feirense empatou a dois golos com o Portimonense, em jogo da sexta jornada da Segunda Liga, disputado no Estádio Municipal de Portimão. A equipa de Pepa entrou muito bem no encontro e Rúben Oliveira marcou para os azuis aos cinco minutos. Pires empatou aos 36´ mas Platiny, no último minuto da primeira parte, deu nova vantagem aos fogaceiros. Ricardo Pessoa, na conversão de uma grande penalidade aos 69 minutos, marcou para os alvinegros e estabeleceu o resultado final.

O início de jogo não poderia ter sido melhor para a formação fogaceira que cedo se adiantou no marcador. Aos cinco minutos o Feirense beneficiou de um canto e na cobrança a bola sobrou para Rúben Oliveira que desviou para o fundo das redes do Portimonense. Seis minutos volvidos e os azuis poderiam ter ampliado a vantagem no marcador, por intermédio de Kukula, que cabeceou com muito perigo mas a defesa algarvia cortou o lance. O jogo era, por esta altura, pautado pelo equilíbrio, com muita luta pela posse de bola no centro do terreno. No último quarto de hora da primeira metade os visitados cresceram um pouco no jogo, jogando mais perto da área fogaceira. Aos 31 minutos Pires rematou com perigo mas Makaridze, atento, negou o golo ao ponta de lança alvinegro. Pouco depois o Portimonense chegou ao golo do empate, num desvio de cabeça de Pires, não dando hipóteses de defesa a Makaridze. O Feirense não esmoreceu com o golo sofrido, manteve a organização e procurou chegar ao segundo golo. A um minuto do final da primeira parte Platiny teve nos pés uma excelente oportunidade para marcar, mas o guarda-redes Ricardo Ferreira fez uma excelente defesa ao parar o remate do ponta de lança fogaceiro. Em tempo de compensação, após um livre de Sérginho, Platiny rematou certeiro para o fundo das redes do desamparado guardião alvinegro, colocando o Feirense a vencer por duas bolas a uma ao intervalo.

O equilíbrio foi a nota dominante no início da segunda metade, com as jogadas de perigo a andarem longe das duas balizas. Aos 55 minutos Vasco Santos assinalou grande penalidade contra o Feirense por falta sobre Ederton. Na cobrança, Makaridze foi “gigante” e defendeu o remate de Ricardo Pessoa, segurando a vantagem no marcador para os fogaceiros. O equilíbrio permanecia no encontro até que, aos 67 minutos, Vasco Santos assinalou nova grande penalidade contra os azuis, desta vez por suposta falta de Makaridze sobre Pires. Desta vez o guarda-redes fogaceiro foi impotente para defender o remate certeiro de Ricardo Pessoa que, desta forma, restabeleceu o empate no jogo. Aos 78 minutos, na sequência de uma confusão após a marcação de uma falta a favor dos alvinegros, Mamadu viu o segundo cartão amarelo, e consequente cartão vermelho, deixando o Portimonense a jogar com menos um jogador. O treinador do Feirense refrescou o ataque, fazendo entrar Porcellis para o lugar de Platiny aos 80 minutos. Os azuis, agora a jogarem em superioridade numérica, subiram as suas linhas passando a jogar mais no meio campo adversário. Até final o Feirense criou algumas dificuldades à defesa contrária que foi sacudindo para longe os lances de maior perigo junto da sua baliza. No último minuto do jogo Porcellis foi expulso com cartão vermelho direto por falta dura sobre Ricardo Pessoa. Pouco depois o encontro terminou com o marcador a registar uma igualdade a duas bolas.

Conferência de imprensa
“Foi uma partida muito intensa com duas equipas que gostam de jogar bom futebol. Na primeira parte o Portimonense teve mais posse de bola mas não teve oportunidades de golo. Nos tivemos 3 ou 4 chances na cara do guarda-redes mas não conseguimos marcar. Pelas defesas que fez, na minha opinião, o guarda-redes do Portimonense foi o homem do jogo”.
Pepa, treinador do Feirense

“Temos que crescer rapidamente em maturidade. Perdemos o controlo do jogo em duas infantilidades. De lances de bola parada a nosso favor deu oportunidades de golo na nossa baliza e isso não pode nunca acontecer. Perdemos dois pontos por demérito nosso”.
José Augusto, treinador do Portimonense

Segunda Liga | Jornada 06
12 Setembro | Sábado | 17 horas
Estádio Municipal de Portimão

Portimonense, 2 – Feirense, 2

Portimonense: Ricardo Ferreira, Dennel, Ewerton, Fabrício, Fidélis (Ryuki, 87’), Marcel Henrique, Christopher (André Ferreira, 55’), Mamadu, Ivo Nicolau, Ricardo Pessoa e Pires (André Carvalhas, 81’)
Suplentes: Carlos Henriques, Ferreira, Lucas Possignolo, Ryuki, André Ferreira, André Carvalhas e Buba
Treinador: José Augusto

Feirense: Makaridze, Carvalho, Ícaro, Barge, Sérginho, Cris, Fabinho (Semedo, 60’), Rúben Oliveira, Erivaldo (Emma, 64’), Kukula e Platiny (Porcellis, 80’)
Suplentes: Otávio, Pedro Santos, Semedo, Tiago Jogo, Porcellis, Vasco Rocha e Emma
Treinador: Pepa

Árbitro: Vasco Santos (AF Porto)
Assistentes: Bruno Trindade e Sérgio Jesus

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Cris (28’), Fabrício (29’), Fabinho (40’), Mamadu (49’ e 78’), Makaridze (69’), Emma (75’), Platiny (79’), Kukula (79’), Ewerton (90+2’) e Carvalho (90+3’)
Cartão vermelho por acumulação para Mamadu (78’)
Cartão vermelho direto para Porcellis (90+4’)

Marcadores:
0-1 Rubén Oliveira (5’)
1-1 Pires (36’)
1-2 Platiny (45+1’)
2-2 Ricardo Pessoa (69’ g.p.)