shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

Feirense, 2 – Marítimo, 4 | Crónica

RESULTADO ENGANADOR

O Feirense perdeu por 2-4 na estreia da fase de grupos da Taça da Liga, diante do Marítimo, em jogo antecipado da segunda jornada do Grupo A, disputado no Estádio Marcolino Castro. A equipa de Pepa bem pode se queixar da falta de sorte neste jogo em que os insulares foram bastante eficazes, obrigando os azuis a correrem sempre atrás do prejuízo, em que uma vez mais revelaram uma excelente entrega ao jogo, aliada de muita qualidade demonstrada por toda a equipa.

Início de encontro foi bastante equilibrado, com as duas equipas a repartirem o controlo do jogo no meio campo. O primeiro sinal de perigo surgiu aos dois minutos, num livre lateral cobrado por Tiago Rodrigues e com Dyego Sousa a cabecear ao lado da baliza à guarda de Otávio. O Feirense respondeu aos dez minutos, na sequência de um livre ensaiado, com Serginho a cruzar do lado esquerdo para o interior da pequena área mas ninguém apareceu para emendar para a baliza maritimista. À passagem do primeiro quarto de hora de jogo os insulares inauguraram o marcador, por intermédio de Fransérgio, num lance de grande infelicidade para a defesa fogaceira porque o remate do brasileiro bateu em Ícaro e traiu Otávio, que nada podia fazer para evitar o golo. Não foi preciso esperar muito tempo para ver o golo do Feirense, que surgiu dois minutos depois. Barge bateu um canto do lado direito e Ícaro antecipou-se aos defesas e cabeceou certeiro e fora do alcance do guardião José Sá, restabelecendo a igualdade no jogo. Quatro minutos volvidos e a equipa de Ivo Vieira recolocou-se em vantagem no marcador numa jogada de insistência do ataque insular, e após vários ressaltos, Tiago Rodrigues surgiu a rematar forte e em arco, não dando hipótese de defesa apesar do esforço do guarda-redes Otávio. Os comandados de Pepa reagiram de imediato ao golo sofrido e subiram as suas linhas, pressionavam alto e jogavam mais no meio campo defensivo do Marítimo. Aos 35 minutos, numa bonita jogada de ataque dos azuis, Vasco Rocha arrancou um excelente cruzamento para o interior da área mas Platiny não conseguiu emendar com êxito para golo, ficando a queixar-se de um empurrão de Fransérgio pelas costas. Penalti claro que ficou por assinalar a favor dos azuis. No último minuto do primeiro tempo, o árbitro do encontro, Jorge Sousa, assinalou grande penalidade contra o Feirense por derrube de Semedo sobre Dyego Sousa, levando ao desespero as hostes fogaceiras. Na conversão do castigo máximo, Tiago Rodrigues fez o terceiro golo para o Marítimo. O Feirense foi para intervalo com um resultado pesado e bastante injusto para o que a equipa produziu, numa primeira parte em que os insulares foram tremendamente eficazes, fazendo três golos em outros tantos remates.

O Feirense esteve muito perto de reduzir a desvantagem no marcador logo no reatamento do jogo, quando Vasco Rocha, após um magnífico passe de Rúben Oliveira, rematou para uma enorme defesa de José Sá. Na resposta o Marítimo esteve perto do golo, mas Ícaro fez um excelente corte evitando males maiores para a sua equipa. Aos 54 minutos, o mesmo Ícaro, sobre a linha de baliza, voltou a evitar o golo maritimista após o cabeceamento de Dyego Sousa. Os comandados de Pepa não baixavam os braços e procuravam reduzir a desvantagem no marcador e assim voltar à discussão pelo jogo. Aos 61 minutos, em mais uma incursão pelo lado direito, Barge arrancou um cruzamento para o remate acrobático de Platiny que saiu sobre a barra. O treinador fogaceiro, Pepa, fez duas substituições em simultâneo na equipa, tirando Semedo e Erivlado, por troca com Porcellis e Emma, tentando dar mais objetividade ao ataque. O Feirense jogava bem, não virava a cara à luta e conseguiu reduzir a desvantagem aos 77 minutos. Micael, acabado de entrar, cruzou para a área, Porcellis recebeu no peito e rematou para o canto superior esquerdo da baliza à guarda de José Sá, fazendo um golo de excelente recorte técnico. Mas a sorte nada queria com os fogaceiros, porque no minuto seguinte, na sequência de um canto, Dirceu fez o quarto golo para os madeirenses. A equipa de Pepa não esmoreceu com o golo sofrido e foi à procura de reduzir novamente a desvantagem. Aos 87 minutos, na cobrança de um canto, Mika cabeceou rente ao poste e no minuto seguinte foi a vez de Vasco Rocha ficar a centímetros do golo, num remate de meia distância em que a bola bateu num defesa madeirense e saiu pela linha de fundo. Porcellis voltou a criar muito perigo já em tempo de compensação, antecipando-se a um defesa contrário e cruzando para a zona de remate onde ninguém apareceu para concluir a jogada. O jogo terminaria pouco depois com a derrota do Feirense por 2-4, um resultado bastante enganador para o que se passou durante os 90 minutos.

Conferência de imprensa
“O que houve aqui hoje não foi só entrega, foi também muita qualidade dos meus jogadores. Independentemente do resultado, quero salientar a qualidade de jogo que tivemos, jogamos olhos nos olhos. Quem não conhecer as equipas fica a pensar que a camisola azul é que é a equipa da Primeira Liga. Tenho muito orgulho dos meus jogadores”.
Pepa, treinador do Feirense

“Ganhou a equipa que fez mais golos. Jogamos contra uma equipa com muita valia, sabíamos que íamos ter dificuldades mas fomos competentes e organizados”.
Ivo Vieira, treinador do Marítimo

Taça CTT | Jornada 02
15 Novembro | Domingo | 17h30
Estádio Marcolino Castro

Feirense, 2 – Marítimo, 4

FEIRENSE: Otávio, Ícaro, Mika, Serginho, Barge (Micael, 72’), Semedo (Porcellis, 61’), Fabinho, Rúben Oliveira, Vasco Rocha, Erivaldo (Emma, 61’) e Platiny
SUPLENTES: Ima, Carvalho, Tiago Jogo, Cris, Micael, Emma e Porcellis
TREINADOR: Pepa

MARÍTIMO: José Sá, João Diogo, Dirceu, Alex Soares (Eber Bessa, 78’), T. Rodrigues, Raul, Fransérgio (Fernando Ferreira, 64’), Xavier (Marcos, 82’), Patrick, Edgar Costa e Dyego Sousa
SUPLENTES: Salin, Eber Bessa, Fernando Ferreira, Diallo, Romário Leiria, Marcos e Lynneeker
TREINADOR: Ivo Vieira

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
Assistentes: Bertino Miranda e Álvaro Mesquita

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fransérgio (35’), Alex Soares (53’), Raul (65’), Rúben Oliveira (69’)

Marcadores:
0-1 Fransérgio (17’)
1-1 Ícaro (19’)
1-2 Tiago Rodrigues (24’)
1-3 Tiago Rodrigues (45’ g.p.)
2-3 Porcellis (77’)
2-4 Dirceu (79’)

2 3 4