shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

V. Guimarães B, 0 – Feirense, 1 | Crónica

MAKARIDZE GARANTE VITÓRIA

O Feirense venceu o Vitória de Guimarães B por uma bola a zero, em jogo da jornada 16 da Segunda Liga, disputado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães. O guarda-redes Makaridze foi o grande herói do encontro, porque, além de defender uma grande penalidade, aos 14 minutos, quando o resultado ainda estava a zeros, foi o autor do golo que deu a vitória à equipa de Pepa. Com este resultado, o Feirense soma agora 27 pontos e reparte o terceiro lugar da classificação com o Chaves.

A entrada no jogo foi pautada pelo equilíbrio, com as duas equipas a dividirem os lances no meio campo, mas sem conseguir criar lances de perigo junto das duas balizas. Aos 12 minutos os vitorianos fazem um lançamento longo para a área, Serginho fez proteção à bola para que esta chegasse às mãos do seu guarda-redes e impedir que João Correia a intercetasse mas o árbitro do encontro, Bruno Rebocho, entendeu que o defesa dos azuis fez falta sobre o avançado do Vitória e, erradamente, assinalou grande penalidade contra o Feirense. Na conversão do castigo máximo, Makaridze foi gigante e, apesar do remate bem colocado de Montoya, fez uma excelente defesa mantendo a sua baliza inviolável. Aos poucos, o Feirense foi crescendo no jogo, com mais posse de bola e jogando mais no meio campo defensivo vitoriano. À passagem da meia hora de jogo os fogaceiros dispuseram de nova ocasião de golo, quando Vasco Rocha apareceu em zona de finalização, mas o remate não levou a direção da baliza. Sete minutos, num lance de pura magia, Barge fez um passe de cabeça para Platiny que, com um pontapé de bicicleta perfeito, proporcionou ao guarda-redes do Guimarães B, Palha, uma extraordinária defesa, que assim negou aquele que seria um dos melhores golos do campeonato ao ponta de lança fogaceiro. Este foi o último lance digno de registo na primeira parte, que terminou com o marcador a registar o nulo inicial.

No reatamento, o treinador fogaceiro, Pepa, trocou Erivaldo por Kukula e com esta alteração o ataque do Feirense ganhou mais mobilidade, criando maiores dificuldades ao sector mais recuado do Vitória B. Aos 49 minutos, Ícaro, de cabeça, introduziu a bola na baliza dos vitorianos mas Bruno Rebocho, por indicação do seu auxiliar, anulou o golo ao defesa fogaceiro por entender que este foi marcado com a mão. Má decisão da equipa de arbitragem. O Feirense ia encostando progressivamente o seu adversário à sua área e, aos 61 minutos beneficiou de uma grande penalidade a castigar uma falta de Denis Martins sobre Platiny. Na sequência do lance o defesa do Vitória B viu o segundo cartão amarelo, e consequente vermelho, deixando a sua equipa reduzida a dez jogadores. Na marcação do penalti, Makaridze, com enorme categoria, rematou certeiro e fez o golo e colocou a o Feirense a vencer por uma bola a zero. Empolgados pelo golo, os comandados de Pepa poderiam ter aumentado a vantagem dois minutos depois, quando Kukula apareceu solto na área a serviu Platiny que rematou contra um defesa contrário, perdendo-se desta forma mais uma boa oportunidade. A vencer, e em superioridade numérica, o Feirense controlou sempre o jogo a seu bel-prazer e foi criando algumas situações de maior apuro junto da defesa vitoriana. A equipa de Marco Alves era incapaz de desequilibrar em termos ofensivos, fruto da excelente organização de jogo dos fogaceiros, e o encontro foi-se desenrolando até final a um ritmo baixo, tendo terminado com a vitória justa do Feirense por uma bola zero, e que permite ascender ao terceiro lugar da classificação, em igualdade pontual com o Chaves.

Conferência de imprensa
“Foi uma vitória com muita qualidade e momentos muito bons. Matamos um borrego porque nunca tínhamos ganhamos aqui. Agora não há tempo para descansar porque temos mais um jogo importante no domingo”.
Pepa, treinador do Feirense

“Foi um jogo muito equilibrado mas com poucas oportunidades de golo. Falhamos um penalti e sofremos o golo de penalti marcado pelo guarda-redes do Feirense. Ficamos reduzidos a dez e isso criou-nos muitas dificuldades e nunca conseguimos reagir”.
Marco Alves, treinador-adjunto do V. Guimarães B

Segunda Liga | Jornada 16
25 Novembro | Quarta-feira | 15h00
Estádio D. Afonso Henriques

Guimarães B, 0 – Feirense, 1

GUIMARÃES B: Palha, Arrondel, Denis Martins, Serginho, Dabó, João Pedro, Helinho, Montoya (Gui, 61’), João Correia (Hélder Ferreira, 74’), Tyler Boyd (Lima Pereira, 67’) e Bruno Mendes
SUPLENTES: Miguel Oliveira, Joel, Lima Pereira, Hélder Ferreira, Gui, Ká e Areias
TREINADOR: Marco Alves

FEIRENSE: Makaridze, Barge, Ícaro, Nuno Diogo, Serginho, Cris, Fabinho (Tiago Jogo, 90+2’), Rúben Oliveira, Erivaldo (Kukula, 46’), Vasco Rocha e Platiny (Porcellis, 70’)
SUPLENTES: Otávio, Mika, Semedo, Tiago Jogo, Emma, Kukula e Porcellis
TREINADOR: Pepa

ÁRBITRO: Bruno Rebocho (AF Évora)
ASSISTENTES: Nuno Croino e Duarte Silva

AÇÃO DISCIPLINAR: Cartão amarelo para Serginho (14’), Dabó (47’), Ícaro (49’), Denis Martins (58’ e 62’) e Fabinho (78’)
Cartão vermelho por acumulação para Denis Martins (62’)

MARCADORES:
0-1 Makaridze (64’ g.p.)

Segunda-Liga-v1