shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

Superioridade traduzida no resultado!

O Feirense entrou no jogo com clara demonstração de querer vencer o encontro, e cedo se acercou da baliza adversária, criando algumas situações de maior apuro junto à área tondelense. A equipa de José Mota pressionava o adversário no seu meio campo defensivo e, aos oito minutos Etebo ameaçou as redes de Janota com um remate que saiu junto ao poste esquerdo. No minuto seguinte, Vítor Bruno foi carregado em falta dentro da área por Pica, com Bruno Paixão a assinalar de pronto a respetiva grande penalidade que Fabinho se encarregou de transformar em golo. O conjunto fogaceiro manteve o ritmo de jogo e esteve sempre mais perto de fazer o segundo golo do que o Tondela de empatar. A exceção foi um cabeceamento ao poste de Pica, na sequência de um livre lateral. Dois minutos depois, após um erro de Ricardo Janota, Karamanos não conseguiu cabecear com êxito para a baliza e pouco depois foi a vez de Etebo, com um magnífico remate de primeira, atirar ligeiramente sobre a barra. Ao intervalo o Feirense vencia por uma bola a zero.

A tendência de jogo manteve-se após o reatamento, mas pertenceu ao Tondela a primeira ocasião de golo. Aos 59 minutos, Vaná mostrou reflexos ao arrojar-se ao relvado para defender uma bola que havia desviado num colega de equipa e quase traia o guardião feirense. Pouco depois, Fábio Nunes viu o segundo cartão amarelo no jogo, e respetivo vermelho, deixando a equipa de Petit reduzida a dez unidades. Aos 64 minutos, Etebo viu o guardião do Tondela parar-lhe um primeiro remate mas, na sequência da jogada, o avançado fogaceiro emendou para o fundo da baliza um cruzamento de Vítor Bruno, colocando assim o Feirense com dois golos de diferença no marcador. À entrada para o último quarto de hora do jogo, Ricardo Janota viu o cartão vermelho direto após sair da sua área para derrubar Platiny, ficando o Tondela reduzido a nove jogadores. Com as substituições esgotadas, o técnico tondelense, Petit, colocou na baliza o central Pica. Na sequência do livre, Crislan desviou a bola para a sua própria baliza e fez assim o terceiro golo da tarde. Perto do final Platiny teve na cabeça a oportunidade para fazer o quarto golo, mas a bola saiu ao lado, no último lance de perigo no encontro.


Conferência de Imprensa:
“Era nosso objetivo continuar nesta prova. Fizemos por merecer esta passagem e este resultado. Os jogadores encararam com grande determinação e concentração este jogo e por isso estão de parabéns. Não foi fácil porque o Tondela é uma equipa que se entrega ao jogo com alma. A partir do 2-0 o jogo ficou tranquilo e as expulsões determinaram que o jogo terminasse muito calma”, José Mota, treinador do CDFeirense

“Por aquilo que fizemos, o Feirense é um justo vencedor. Durante os 90 minutos não conseguimos criar ocasiões de golo, não conseguimos jogar, e por isso a derrota é justa”, Petit, treinador do CD Tondela.


Taça CTT | 2ª Fase
CD Feirense 3×0 CD Tondela
9 Outubro | 16H00 | Estádio Marcolino Castro

CD FEIRENSE: Vaná, Vitor Bruno, Jean Sony, Paulo Monteiro, Luís Rocha, Cris (Tchouameni, 80’), Ricardo Dias, Fabinho, Etebo, Luís Aurélio (Luís Machado, 63’) e Karamanos (Platiny, 70’).
SUPLENTES: Peçanha, Ícaro, Luís Machado, Tchami, Barge, Tchuameni e Platiny
TREINADOR: José Mota

CD TONDELA: Janota, Pica, David, Fábio Nunes, També, Dylan (Fernando Ferreira, 63’), Claude Gonçalves, Pité (Crislan, 57’), Bruno Monteiro, Miguel Cardoso (Wagner, 70’) e Zé Turbo
SUPLENTES: Miguel, Kaká, Jaquité, Fernando Ferreira, Crislan, Wagner e Murilo
TREINADOR: Petit

ÁRBITRO: Bruno Paixão (AF Setúbal)
ASSISTENTES: Venâncio Tomé e Rodrigo Pereira
4º ÁRBITRO: Vasco Santos

AÇÃO DISCIPLINAR: Cartão amarelo para Pica (9’), Fabio Nunes (9’ e 61’), Ricardo Dias (22’), Jean Sony (71’), Wagner (73’)
Cartão vermelho por acumulação para Fábio Nunes (61’)

MARCADORES:
1X0 Fabinho (10’ g.p.)
2×0 Etebo (64’)
3×0 Crislan (79’ a.g.)