shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

Empate seria o resultado justo!

O Feirense foi derrotado pelo Sporting por duas bolas a uma, num jogo em que a equipa de Nuno Santos deu uma excelente imagem, principalmente na segunda parte, período em que jogou quase sempre no meio campo defensivo dos leões.

Entrada atrevida do Feirense no jogo, mostrando que não estava em campo apenas para defender, mas sim discutir o resultado. O golo de Bas Dost, a passe de Joel Campbell, logo aos cinco minutos, não fez quebrar o ânimo dos jogadores fogaceiros, que sofreram novo golo, novamente pelo ponta de lança holandês do Sporting, aos 17 minutos, desta vez assistido por Alan Ruis. A equipa leonina empregava velocidade ao seu jogo, criando algumas dificuldades ao último reduto do Feirense. Vaná, aos 27 minutos, com uma palmada, desviou um remate de Gelson que levava o selo de golo, e aos 38’ fez mais uma enorme defesa a remate de meia distância de Alan Ruis. Em cima do intervalo, Cris viu Ricardo Esgaio desviar um remate perigoso que ia na direção da baliza de Beto.

O Feirense surgiu com uma atitude renovada na etapa complementar, mais agressivo a defender e com maior pendor ofensivo. É caso para dizer, na gíria futebolística, que a segunda parte foi toda do Feirense. A equipa de Nuno Santos, com muita entrega ao jogo, ia se acercando da área leonina, criando por diversas ocasiões algumas situações de relativo perigo para o sector mais recuado da equipa do Sporting. Aos 61 minutos o Feirense marcou. Vítor Bruno, encostado à linha no lado esquerdo, arrancou um excelente cruzamento de pé direito para Platiny que desviou para o fundo da baliza. No minuto seguinte, Etebo ganhou na raça a um adversário, cruzou para Karamanos, mas Coates, no momento certo, cortou o lance e afastou o perigo. O Sporting, sempre em lances de contra-ataque, ainda dispôs de duas ocasiões para marcar, mas foi o Feirense quem mais acreditou que poderia chegar ao empate mas, apesar de criar algumas situações para o conseguir, o jogo terminou com os três pontos a ficarem em Alvalade.

Conferência de imprensa
“Não entrámos bem na nossa organização defensiva. Permitimos que o Sporting entrasse muito em espaços interiores e exteriores. Na segunda parte tivemos mais bola, estivemos bem, acreditámos até ao fim e o Sporting ficou mais intranquilo. Acreditámos sempre no empate, principalmente na parte final, em dois lances de bola parada e no livre do Etebo”.
Nuno Santos, treinador do Feirense

“Foi uma boa primeira parte. Os primeiros 45 minutos foram de muita dinâmica de jogo. Na segunda parte tudo foi diferente. A equipa do Feirense segurou muito melhor a equipa do Sporting e fez um golo. Acabámos por ganhar, o que era o nosso grande objetivo”.
Jorge Jesus, treinador do Sporting


Sporting CP 2×1 CD Feirense

Liga NOS | 16ª Jornada
08 Janeiro | Domingo | 20H15

Estádio de Alvalade

SPORTING CP: Beto, Coates, Paulo Oliveira, Ricardo Esgaio, Bruno César, William Carvalho, Adrien (Elias, 37’), Gelson Martins, Joel Campbell (Jefferson, 89’), Alan Ruis (Bryan Ruis, 69’) e Bas Dost
SUPLENTES: Jug, Jefferson, Bryan Ruis, André Filipe, Douglas, Elias e Matheus Pereira
TREINADOR: Jorge Jesus

CD FEIRENSE: Vaná, Luís Rocha, Flávio, Barge, Vítor Bruno, Cris, Luís Aurélio (Tiago Silva, 60’), Fabinho (Jean Sony, 89’), Luís Machado (Karamanos, 60’), Etebo e Platiny
SUPLENTES: Peçanha, Ícaro, Kakuba, Tiago Silva, Ricardo Dias, Jean Sony e Karamanos
TREINADOR: Nuno Manta Santos

ÁRBITRO: Bruno Esteves (AF Setúbal)
ASSISTENTES: Rui Teixeira e Válter Pereira
4º ÁRBITRO: João Pinto

AÇÃO DISCIPLINAR: Cartão amarelo para Luís Aurélio (31’), Elias (57’ e 90+2’), Ricardo Esgaio (78’) e Platiny (80’)
Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Elias (90+2’)

MARCADORES:
1×0 – Bas Dost (5’)
2×0 – Bas Dost (17’)
2×1 – Platiny (61’)