shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

A CEREJA NO TOPO DO BOLO

O Feirense encerrou esta temporada com um triunfo histórico no Estádio D. Afonso Henriques, sobre o Vitória de Guimarães por uma bola a zero. Tchuameni, aos 69 minutos, marcou o único golo do encontro.

A primeira parte ficou marcada pelo grande equilíbrio no jogo, com muita luta no meio campo pela posse de bola e com poucos lances de perigo junto das duas balizas. Muito bem organizado defensivamente, o conjunto de Nuno Manta Santos esteve, durante largos períodos, por cima no jogo, pertenceu-lhe as duas melhores situações de golo no primeiro tempo, com remates perigosos de Luís Machado (22’) e Platiny (31’).

A etapa complementar foi quase um fotocópia da primeira, com muito equilíbrio e o Feirense a manter a excelente organização de jogo, anulando, praticamente, todas as investidas da equipa do Vitória, que teve a única ocasião clara de golo durante todo o jogo aos 46 minutos, quando Raphinha, numa jogada individual, quase fazia um grande golo com um remate cruzado que ainda bateu na barra da baliza de Vaná. O Feirense respondeu aos 51’, com uma “bomba” de Platiny a que Miguel Silva respondeu com uma estrondosa defesa, desviando a bola para a barra, negando assim o que seria um grande golo do avançado fogaceiro. A equipa de Nuno Manta Santos, bastante tranquila no jogo, chegou ao golo aos 69 minutos. Luís Machado, após excelente trabalho individual na esquerda do ataque, cruzou rasteiro para Tchuameni que, à boca da baliza, encostou para o fundo das redes. Apesar de estar em vantagem no marcador, o Feirense não se encolheu, manteve a postura muito positiva e terminou o jogo com a possibilidade de fazer o segundo golo, mas a cabeçada certeira de Wellington, em período de descontos, foi travada em cima da linha de baliza por Rúben Fernandes. O jogo terminou pouco depois com o Feirense a bater mais dois recordes nesta temporada, vencendo pela primeira vez o Vitória de Guimarães no seu estádio e conquistando também quatro triunfos consecutivos na 1ª Liga. Histórico.

Conferência de imprensa

“O nosso objetivo quando jogamos é ganhar e acabamos a época a ganhar. Com atitude, empenho e garra conseguimos ganhar no D. Afonso Henriques, que é sempre um momento único. Nunca tínhamos ganho cá para o campeonato e conseguimos isso”.
Nuno Manta Santos, treinador do Feirense

“O jogo hoje não foi disputado com grande intensidade nem grande velocidade. Parabéns ao Feirense que venceu e pelo campeonato que fez. Gostaríamos de dedicar esta vitória aos nossos adeptos, a nós próprios mas infelizmente não conseguimos”.
Pedro Martins, treinador do Vitória SC

Vitória SC 0x1 CD Feirense

Liga NOS | 34ª jornada
2º Maio |Sábado | 18H15
Estádio D. Afonso Henriques

VITÓRIA SC: Miguel Silva, Moreno, Tozé, Bernard (Hurtado, 71’), João Aurélio (Alex Pinto, 69’), Prince, Rúben Fernandes, Sturgeon (Teixeira, 88’), Raphinha, Celis e Rafael Martins
SUPLENTES: Douglas, Josué, Rafael Miranda, Hernâni, Hurtado, Alex Pinto e Teixeira
TREINADOR: Pedro Martins

CD FEIRENSE: Vaná, Flávio, Babanco, Jean Sony, Alex Kakuba (Barge, 82’), Luís Aurélio, Fabinho, Etebo, Luís Machado (Edson Farias, 73’), Platiny e Tchuameni (Wellington, 88’)
SUPLENTES: Peçanha, Barge, Pelé, Ricardo Dias, Edson Farias, Wellington e Karamanos
TREINADOR: Nuno Manta Santos

ÁRBITRO: Tiago Antunes (AF Coimbra)
ASSISTENTES: Paulo Brás e Pedro Miguel Ribeiro
4º ÁRBITRO: António Nobre

AÇÃO DISCIPLINAR: Cartão amarelo para João Aurélio (43’), Bernard (45+1’)

MARCADORES:
0x1 – Tchuameni (69’)