shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

OLHOS NOS OLHOS

O CD Feirense perdeu, à 5ª jornada, a invencibilidade na Liga NOS, ao ser derrotado no Marcolino Castro pelo Sporting CP por 3×2. A equipa de Nuno Manta Santos recuperou de uma desvantagem de dois golos, conseguiu chegar à igualdade, mas, no último lance o jogo, viu o adversário chegar ao terceiro golo na conversão de uma grande penalidade.

Na primeira parte, o Feirense dividiu o jogo com o Sporting, não se encolheu, muito pelo contrário, esticou sempre o seu jogo até à baliza à guarda de Rui Patrício, ameaçando com jogadas perigosas que colocavam em sentido a defesa leonina. Etebo, aos 34 minutos, obrigou Rui Patricio a uma boa defesa e, aos 42’, Edson Farias, após um roubo de bola a Mathieu, isolou-se e, na cara do guarda-redes, atirou ao lado. Ao intervalo permanecia o nulo no marcador.

A segunda parte foi bem diferente. O Sporting regressou dos balneários com uma atitude mais agressiva (no bom sentido, entenda-se!), mas pressionante, e até aos 65 minutos obrigou o Feirense a jogar muito mais em bloco bastante recuado. Os leões iam ameaçando e aos 62 minutos Coates aproveitou um ressalto de bola para inaugurar o marcador. Apenas três minutos depois e o Sporting fazia o 0-2, por Bruno Fernandes, num chapéu a Caio Secco. Bruno Nascimento ainda tentou impedir o golo, mas a bola acabou mesmo por entrar. Muito provavelmente, muitos pensariam que o Feirense já nada podia fazer, mas eis que a equipa de Nuno Manta reagiu e reduziu a desvantagem numa cabeçada fulgurante de João Silva, que se estreou da melhor forma com a camisola do Feirense. Empolgados com o golo marcado, os jogadores fogaceiros foram à procura do segundo, que chegou ao minuto 80. Etebo ganhou na raça ao seu opositor e, à entrada da área, rematou forte e cruzado para o 2-2. Pouco depois, Luís Machado teve nos pés a possibilidade de fazer o terceiro golo para o Feirense, mas, pressionado por dias adversários, viu o remate sair fraco e à figura de Rui Patrício. Quando já todos esperavam que o resultado não se alterasse, Artur Soares Dias assinalou a grande penalidade que Bas Dost converteu no terceiro golo para os leões, roubando desta forma a possibilidade do Feirense conquistar mais um ponto no campeonato e manter a invencibilidade na Liga.


Conferência de imprensa
“É evidente que não é fácil perder assim. Conforme já ganhámos no último minuto, hoje perdemos. Mas isto é o futebol. Na primeira parte, as melhores situações foram as nossas. Na segunda parte o Sporting entrou forte. Quando estávamos a fechar com um resultado positivo, sofremos o golo e perdemos o jogo. Faz parte do passado, temos de aprender com os erros e retirar os pontos positivos deste jogo”, Nuno Manta Santos, treinador do CD Feirense.

“Destaco duas coisas importantes: a vitória, que caiu para o lado do Sporting, e o facto de ter sido um grande jogo. Esta equipa do Feirense é bem organizada e tem jogadores criativos. Não é fácil segurá-los”, Jorge Jesus, treinador do Sporting CP.


Liga NOS | 5ª Jornada
08 Setembro | 19H00 | Estádio Marcolino Castro
CD Feirense 2×3 Sporting CP

CD FEIRENSE: Caio, Kakuba, Flávio, Bruno Nascimento, Cris, Babanco (Luís Machado, 74’), Tiago Silva, Etebo (Luís Rocha, 90+5’), Edson Farias (Hugo Seco, 85’) e João Silva
SUPLENTES: Misckiewicz, Luís Rocha, Luís Machado, Luís Aurélio, Hugo Seco e Luís Henrique
TREINADOR: Nuno Manta Santos

SPORTING CP: Rui Patrício, Jonhatan Silva, Coates, Mathieu, Piccini (Alan Ruiz, 23’ (Doumbia, 85’)), William Carvalho, Battaglia, Bruno Fernandes, Gelson Martins, Acuña (Iuri Medeiros, 85’) e Bas Dost
SUPLENTES: Salin, André Pinto, Alan Ruiz, Bruno César, Matheus Oliveira, Iuri Medeiros e Doumbia
TREINADOR: Jorge Jesus

ÁRBITRO: Artur Soares Dias (AF Porto)
ASSISTENTES: Rui Licínio e Paulo Soares
4º ÁRBITRO: Vítor Ferreira

AÇÃO DISCIPLINAR: Cartão amarelo para Babanco (12’), Edson Farias (70’), Iuri Medeiros (88’) e Luís Rocha (90+7’)

MARCADORES:
0x1 – Coates (62’)
0x2 – Bruno Fernandes (64’)
1×2 – João Silva (69’)
2×2 – Etebo (80’)
2×3 – Bas Dost (90+6’ g.p.)