shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

“TENHO A CERTEZA ABSOLUTA QUE VAMOS CONSEGUIR OS NOSSOS OBJETIVOS”

Filipe Martins concedeu, hoje, a primeira entrevista enquanto treinador da equipa principal do CD Feirense. Num discurso ambicioso, o técnico revelou a primeira conversa que teve com os jogadores e reservou também umas palavras especiais para os adeptos.

CHEGADA AO CD FEIRENSE – FUTEBOL, SAD
“As primeiras impressões são claramente positivas. Encontrei um clube muito organizado, uma estrutura muito bem definida, onde cada um sabe perfeitamente as suas funções. Encontrei a base que nos vai levar ao sucesso, de certeza absoluta.”

CARREIRA
“É sempre algo misterioso quando vem um treinador que ainda não tem muitas provas dadas, mas percorri várias etapas até chegar a este ponto e orgulho-me muito de todas elas. Acima de tudo, sinto que deixei uma imagem de muita competência e qualidade.”

MENSAGEM PARA OS ADEPTOS
“A minha primeira mensagem para os jogadores foi de que é possível atingirmos os nossos objetivos. Se não acreditasse nisso, não me iria expor desta forma nem iria dar este passo em falso. Sempre acreditei que ia chegar à Liga NOS. Não me iria sentir bem comigo próprio se tivesse esta oportunidade e se me escondesse. Aceitar desafios faz parte do ADN dos treinadores. Disse ao grupo que não podemos estar receosos de nada. Acredito que os jogadores têm a mesma confiança que eu. E eu tenho a certeza absoluta que vamos conseguir os nossos objetivos. Com trabalho, compromisso e com a qualidade que existe no plantel. Isto é mais do que suficiente para atingirmos os nossos objetivos.”

ADEPTOS
“Este clube tem adeptos com muita força. Nestes momentos difíceis, a ajuda deles é um fator de motivação extra para os jogadores. A minha mensagem para os adeptos é que nem sequer desconfiem de que somos capazes. Quero que acreditem e que estejam connosco até ao fim. Sinto muita paixão à volta deste clube e não é pelas coisas não estarem tão bem que deixa de haver paixão. Tem de haver envolvência e simbiose de forças com a equipa. Estamos numa situação que não se resolve com um estalar de dedos e o mais importante é termos os nossos objetivos cumpridos na última jornada. Não vale a pena estarmos ansiosos. Estamos conscientes das dificuldades, mas isto não é o fim do mundo nem estamos a falar de um bicho de sete cabeças que não tem solução. A força dos nossos adeptos vai dar-nos um alento importantíssimo. Sem eles do nosso lado será muito difícil…”

Deixar um comentário