shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00 
Ver Carrinho Check Out

Notícia

COMUNICADO OFICIAL

SEGUNDA LIGA NÃO É CASO FECHADO

A Clube Desportivo Feirense – Futebol, SAD (CD Feirense SAD) tomou a devida nota da posição da Liga e veiculada ontem na comunicação social.

Ao contrário do que consta das notícias, o assunto está em discussão, discussão essa que ainda agora começou e que a CD Feirense SAD não vai deixar cair no esquecimento.

Uma vez mais, a Liga invoca uma suposta decisão do Governo que não havia condições para a Segunda Liga ser concluída. A CD Feirense SAD aguarda por essa decisão do Governo, que o Presidente da Liga não apresentou aos seus associados.

A Direção da Liga não tem, nem tinha, legitimidade, nem competências legais e estatutárias para decidir o que decidiu.

Para que a Liga pudesse cancelar a Segunda Liga e estabilizar a classificação final, teria que alterar o Regulamento das Competições, em sede de Assembleia Geral e não o fez.

O que consta da ordem de trabalhos da AG da Liga, do próximo dia 8, é a ratificação das deliberações da Direção da Liga de 16 e 23 de março, de 5 e 7 de maio, relativas às medidas de resposta à pandemia de Covid-19, que incluíram a suspensão definitiva da Segunda Liga e a estabilização da classificação final.

A CD Feirense SAD também considera que o Decreto-Lei 18-A/2020 de 23 de Abril está em vigor, mas o mesmo, o que permite, é a aprovação de alterações a qualquer regulamento de federações desportivas (não de Ligas) que podem, excecionalmente, produzir efeitos durante as épocas desportivas em curso.

E ainda que se considere que se aplica a Ligas, na verdade, o que aconteceu é que a AG da Liga – que tem competência exclusiva nessa matéria – nunca aprovou as necessárias alterações regulamentares.

Apesar de se ter considerado competente para cancelar uma competição (sem alterações aos regulamentos), vem agora a Direção da Liga solicitar à AG da Liga que ratifique os referidos atos ilegais. Sucede que a AG da Liga não o pode fazer e por dois motivos: (i) as referidas deliberações da Liga estão suspensas; e (ii) não se podem ratificar atos nulos.

No entender da CD Feirense SAD, a deliberação da Direção da Liga do passado dia 5 de Maio de 2020 é ilegal, não fundamentada e precipitada.

A CD Feirense SAD continua a acreditar que, face à estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento (veja-se o caso de desportos como o motociclismo, o surf, o atletismo e o ciclismo já começaram a anunciar o regresso das suas competições), ainda é possível disputar o que falta da Segunda Liga (veja-se o caso de outras Ligas profissionais Europeias com regresso agendado para o final de Junho).

Em conformidade, a CD Feirense SAD apresentou à Mesa da Assembleia Geral uma proposta no sentido de mandatar a Direção da Liga para contactar o Governo e as Autoridades de Saúde, no sentido de se retomar a Segunda Liga em tempo útil, completando o que falta da competição na temporada de 2019/2020, ficando sem efeito as deliberações da Direção da Liga dos dias 5 e 7 de maio de 2020.

A CD Feirense SAD não deixará, em sede própria e no exercício dos seus direitos, de tudo fazer para ver declaradas as ilegalidades das deliberações da Direção da Liga, pugnando pelo seu direito de indemnização, para que possa ser ressarcida de todos prejuízos que teve e que irá ter, defendendo os seus interesses até às últimas consequências.

A Segunda Liga não é caso fechado!

Nota importante:

Desde o passado dia 2 de maio, o Presidente da Liga surpreendentemente não mais promoveu qualquer reunião entre clubes da Segunda Liga. A nós, CD Feirense SAD, nem sequer enviou uma mensagem ou efetuou qualquer telefonema durante este período.

Lamentamos este estranho silêncio e também as mais recentes explicações públicas da Liga sobre o final da Segunda Liga. Assuntos como estes deviam ser discutidos em sede própria, mas assim não o quiseram, criando, com esta postura, embaraços e clivagens entre os clubes e, em especial, com a Direção da Liga. Por tudo isto, fomos obrigados, mais uma vez, a falar publicamente sobre este assunto. A verdade é que houve um total desrespeito pela Segunda Liga e da verdade desportiva por parte do órgão que tem como obrigação a defesa das suas competições e dos seus associados.  Entendemos que a maioria dos clubes não se pronunciem sobre o final da Segunda Liga pois já tinham os seus objetivos cumpridos – até porque financeiramente é mais vantajoso – mas a Liga deveria dar o exemplo e defender o seu negócio, o nosso futebol e os seus associados. Nada disso tem acontecido para surpresa nossa e iremos questionar esta gestão.

Santa Maria da Feira, 4 de Junho de 2020.